Ducati Superleggera V4, a moto mais cara do Brasil, pode ser encomendada por R$ 700 mil

A Ducati revelou nesta quinta-feira (6) a inédita Superleggera, a moto mais potente de sua história. Limitado a 500 unidades mundialmente, o modelo pode ser encomendado no Brasil por R$ 700 mil, o que a torna a moto mais cara de linha vendida no mercado nacional.

Para reservar a motocicleta, o comprador precisar dar um sinal de R$ 100 mil em uma das concessionárias da marca no país. De acordo com a fabricante, a produção começa em junho de 2020, e as motos serão entregues durante o ano.

Uma variante ainda mais radical da atual V4 Panigale, o modelo conta com chassi, braço oscilante e rodas de fibra de carbono, além de diversos dispositivos eletrônicos, como controle de tração, modos de potência e freios ABS.

Mais potente da marca

A esportiva se torna a motocicleta mais potente da história da fabricante italiana. Com motor V4 de 998 cc de cilindrada, a Superleggera alcança 224 cavalos na configuração que pode rodar nas ruas. Para a pista, existe a opção de equipar a moto com escapamento especial, o que faz a potência máxima subir a 234 cavalos.

Veja os números da V4 Superleggera

  • Motor V4 de 998 cc de cilindrada;
  • Potência: 224 cavalos, e sobe para 234 cavalos com escape de pista;
  • Relação peso/potência de 1,41 cv/k, que e expansível a 1,54 cv/kg;
  • Peso seco de 159 kg, 16 kg a menos que a Panigale V4.
  • Com kit de corrida, o peso diminui para 152,2 kg.

Pesa menos que uma Ninja 400

Apesar de a potência da Superleggera V4 ser além da média, a moto chama muita atenção por causa de seu peso reduzido. Com 16 kg a menos que a Panigale V4, a moto tem 159 kg em sua versão de linha homologada para as ruas. Para se ter uma ideia, a pequena esportiva Kawasaki Ninja 400 tem 168 kg.

Com o “kit de pista”, que inclui um escape especial Akrapovic, o peso diminui para 152,2 kg. Com essa redução, o peso-potência da moto passa de 1,41 cv/kg para 1,54 cv/kg.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *