Plano de Segurança Viária lançando pela prefeitura 2018-2019 prevê investir 70,6 milhões para reduzir 13,7% das mortes no trânsito e 325,7 milhões para expandir ciclovias na cidade

A prioridade da prefeitura em realmente em colocar as mortes como foco principal de sua gestão, estão nos investimentos destinados a esta causa, os motociclistas como segunda causas de morte  e primeira em invalide permanentes, sendo mais de 4 mil motociclistas em 2018, o que temos de  direitos.  

Os investimentos  anunciados pelo governo municipal, não diz em que áreas serão investidos, os motociclistas não são prioridades desses recursos,  como podemos conviver com um plano de segurança para  ciclistas que tem áreas específicas de trafego e normatização viária.

Quantos ciclistas trafegam pelas vias? quantos morrem por ano? qual é a lógica de prioridades,  e não ter um plano de segurança para as motos, a prefeitura de SP retirou as duas únicas faixas de  segurança para motos  na gestão
passada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *