Quarta, 22 de Setembro de 2021 15:40
(11) 5090-2240
14°

Chuvisco

São Paulo - SP

Dólar com.

R$ 5,27

Euro

R$ 6,19

Peso Arg.

R$ 0,05

Geral Mais acidentes

Entregadores estão se acidentando mais e enfrentando longas jornadas de trabalho, diz pesquisa da FIPE

Estudo realizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) revela que 60% dos moto entregadores já sofreram acidentes durante o serviço e 64% trabalham mais de cinco dias na semana

16/08/2021 08h20 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Fonte: Jornal A Voz do Motoboy
Entregadores estão se acidentando mais e enfrentando longas jornadas de trabalho, diz pesquisa da FIPE

Dos motofretistas que afirmaram que já se acidentaram, 30% ficaram afastados de seis meses a um ano. E o trabalho de entrega é a principal fonte de renda dos entrevistados,  já que 91% trabalham para aplicativos e 67% trabalham mais de oito horas por dia. Em alguns casos, relatados no SindimotoSP, sindicato dos motoboys de São Paulo, entregadores afirmam trabalhar até 7 dias na semana para garantir uma renda mínima.

O trabalho informal é outro ponto relevante na pesquisa: 92% não possuem carteira assinada e 58% sequer tem a Carteira de Trabalho e Previdência Social, assim, além do trabalhador estar desamparado pelas empresas de aplicativos que exploram o setor, a precarização das relações trabalhistas cresce a cada dia.

A pesquisa foi realizada por uma equipe especialmente treinada pela própria Fipe durante os dois dias do Pit Stop Motofretista Seguro, realizado nos dias 21 e 22 de julho na Praça Charles Miller, localizada em frente ao estádio do Pacaembu, na capital Paulista. Ao todo, foram realizadas 602 entrevistas.

Abaixo, dados da pesquisa

Acidentes envolvendo motociclistas no Estado

De acordo com os novos dados do Infosiga SP, sistema do Governo do Estado gerenciado pelo programa Respeito à Vida e Detran.SP, o Estado de São Paulo registrou aumento de 6,9% entre janeiro a junho de 2021 na comparação com o mesmo período do ano passado. Foram 38.924 ocorrências ante 36.420 em 2020. Já acidentes fatais envolvendo motos, foram 148 óbitos no primeiro semestre de 2021 e 146 nos seis primeiros meses de 2020 (aumento de 1,3%).

Leia também... CG 160 Cargo: Parceria para impressionar onde estiver.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.