Domingo, 16 de Janeiro de 2022 16:19
(11) 5090-2240
28°

Nuvens esparsas

São Paulo - SP

Dólar com.

R$ 5,53

Euro

R$ 6,31

Peso Arg.

R$ 0,05

Destaque Força tarefa

Polícia Judiciária fecha o cerco contra comércio clandestino de motopeças

Mais 7 lojas irregulares são lacradas e 15 toneladas de peças de motos sem origem lícita são apreendidas na capital de SP

21/12/2021 10h19 Atualizada há 4 semanas
Por: Redação Fonte: Jornal A Voz do Motoboy - Detran.SP
Detran.SP
Detran.SP

Sete lojas lacradas e 15 toneladas de peças de motocicletas apreendidas é o balanço da terceira etapa da ACPJ FUR PARTES IV (Atuação em Campo de Polícia Judiciária), realizada em estabelecimentos comerciais de revenda de autopeças de motocicletas localizados nas imediações da Rua Guaianases, região central da capital.

Entre novembro e dezembro deste ano já foram apreendidas cerca de 80 toneladas de peças sem origem nas lojas de São Paulo.

A operação, realizada por meio de mandados judiciais de busca e apreensão, contou com a participação equipes de agentes do Detran.SP, 41 policiais civis de todas as unidades da 1ª Delegacia Seccional e do 3º. Distrito Policial, sete equipes da Guarda Civil Metropolitana, cinco equipes do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (DOPE) / GARRA, além de engenheiros e agentes de vistorias da Prefeitura de São Paulo.

A força-tarefa tem o objetivo de reprimir o furto, o roubo e a receptação de motocicletas, além da comercialização das respectivas peças de motocicleta vendidas de maneira irregular. Os itens apreendidos lotaram três caminhões.

“É nosso papel fiscalizar qualquer indício de fraude ou irregularidade. Por isso, participamos da operação conjunta. Reforçamos a recomendação para que o cidadão denuncie e contribua neste enfrentamento ao comércio ilegal de peças”, afirma o diretor-presidente do Detran.SP, Neto Mascellani.

Leia também Capas Alba indica 5 cuidados básicos ao andar de moto na chuva e como conservar sua capa

Febramoto destaca... CUT e OIT apresentam pesquisa que relata o precário trabalho de entregadores por aplicativos

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.